A iniciação de (Fábio e Mariana) filhinhos da Fernanda

Click to this video!
Autor

Minhas lembranças (XXIII), Continuação do meu encontro Lésbico com a Fernanda, Eu e as Crianças, O Fábio 10 anos e a Mariana 08 anos, passaram-se uns dias e minha mãe marcou umas entrevistas de emprego para a Fernanda, uma com o RH da empresa da nossa família, e outra com o RH da empresa de um amigo do papai, como essas entrevistas eram no período da tarde, eu fiquei de pegar as crianças no colégio e passar a tarde com elas na minha casa, eu estava ansiosa para conversar com as crianças, pois depois da noite em que transei com a Fernanda e eu desconfio que eles viram tudo, eu não tinha ficado a sós com eles, e eu queria falar com eles, saber se eles tinham comentado que tinham visto eu e a Fernanda (mãe deles) transando e se tinham comentado alguma coisa com a sua mãe. Minha mãe me pegou no colégio e passamos no colégio das crianças e elas estavam nos esperando e fomos pra minha casa, minha mãe nos deixou na porta e nem entrou, ela tinha afazeres na empresa, entramos em casa, esquentei nosso almoço no micro-ondas, almoçamos e fomos pra sala ver um pouco de tv, e eu não sabia por onde começar o assunto da noite em que eu e a Fernanda transamos no quarto achando que as crianças estavam dormindo, mais só tinha um jeito era eu perguntar direto, sem muito rodeio, e aí eu perguntei;
No outro dia que eu estava com a sua mãe e pensávamos que vocês estivessem dormindo, eu vi que vocês estavam de olhinhos abertos, a sua mãe não viu, vocês comentaram o que viram com a sua mãe? Eles responderam que não comentaram nada, nem perguntaram o que nós estávamos fazendo, mais que estavam muito curiosos pra saber o que era aquilo. Eu respondi: Eu posso falar o que a gente estava fazendo; se vocês prometerem que vai ser um segredinho nosso, não vão comentar com ninguém, e eu prometo que quando eu estiver com a sua mãe nós vamos fazer tudo de novo e se vocês fingirem que estão dormindo vocês verá eu e a sua mãe namorando. Aí o Fabio falou; mais eu vi que vocês estavam se chupando, uma com a ppk da outra na boca; Eu disse: sim nós estávamos nos chupando, e isso da um prazer enorme, é muito gostoso sentir a boca nos órgãos sexuais da gente, vocês ainda são novinhos mais ainda vão conhecer como é uma delicia sentir a boca de outra pessoa nos chupando, e também chupar a outra pessoa é uma delicia, bem eles me prometeram que não iam comentar nada com a mãe e eu prometi que iriamos tomar um banho bem demorado aqui na minha casa.
Tiramos nossas roupas, ficamos nus na sala e fomos tomar banho no banheiro da Suíte do Papai e da Mamãe que tem o box maior que o meu banheiro, liguei o chuveiro e entramos em baixo, dei um banho bem demorado nos dois, lavei bem a bocetinha da mariana, com delicadeza massageei seu grelinho, depois lavei o pintinho do Fábio que pra variar estava duro, eu nem preciso falar que eu estava com minha boceta molhada, aí eu disse que se eles prometessem que não iriam contar pra ninguém eu ia fazer uma coisa gostosa com eles, me prometeram que seria um segredinho só nosso, aí eu falei; vamos nos enxugar e vamos lá pra sala no sofá, nos enxugamos e fomos nus pra sala, coloquei um do lado do outro sentados no sofá eu fiquei de joelhos na frente deles, e primeiro peguei no pintinho do Fábio comecei a beijar a cabecinha, perguntei se ele estava gostando ele com a cabeça acenou que sim, aí comecei a chupar, mamar bem devagarzinho, com delicadeza para não machucar e nem assustar o garoto, eu engolia o seu pinto todinho, ia com os lábios até encostar no seu saquinho, depois eu voltava chupando, nossssaaaa!!!!! Que delicia e ele suspirava, sua respiração acelerou, e eu continuei a chupar, fiz movimentos rápidos, e ele também começou a movimentar o quadril, socava o seu pintinho todo dentro da minha boca, ele deu uma tremida com seu corpo todo, depois ficou quietinho, acho que ele teve seu primeiro gozo e foi dentro da minha boca, não tinha porra mais senti o gostinho de uma aguinha salgada. Aí eu parei, perguntei se ele tinha gostado, ele disse que sim, e que depois ele iria querer mais, aí falei pra ele descansar um pouco, seu pinto ficou molinho, a Mariana só estava olhando, aí eu perguntei se ela queria que a tia Flávia chupasse sua ppk também, do jeitinho que eu tinha chupado da sua mãe, ela disse que sim; aí eu abri as perninhas dela e fui beijando sua barriguinha que ela tinha cócegas, desci dei uns beijinhos no seu grelinho, parecia um botãozinho, aí fui chupando, sua bocetinha, meti minha língua na entrada da vagina, fodia sua boceta com minha língua, desci com minha língua até seu cuzinho, brinquei com minha língua na entrada do cuzinho, deixei ele bem lubrificado, depois votei a chupar sua bocetinha, ela gemia de prazer, que delicia ver o rostinho contorcer de prazer, coloquei meu dedo na entrada da bocetinha e empurrei até encontrar a barreira do cabaço, fiquei brincando aí um pouco, tirei meu dedo e meti a língua, e direcionei meu dedo na entrada do seu cuzinho, fui empurrando devagarzinho, ela se assustou e trancou o cuzinho, aí eu pedi pra ela relaxar que não ia doer, que eu só ia colocar um pouquinho, tirei o dedo do seu cuzinho coloquei na minha boca e molhei ele bem com minha saliva, e coloquei de novo, fui devagar até que entrou um pouco, eu parei de forçar até ela ir acostumando, e continuei chupando sua bocetinha e fodendo com minha língua, aí soquei mais um pouco e entrou todo o meu dedo indicador, e continuei chupando seu grelo e sua boceta, perguntei se ela estava gostando, e ela me respondeu que sim, ficamos assim por um tempinho, aí parei de chupa-la, tirei meu dedo do seu cuzinho, e perguntei se ela queria mais, e ela disse que ela queria fazer comigo também, aí foi a minha vez de ficar sentada, na posição de frango assado, com minha boceta toda amostra para eles brincarem com ela, primeiro eles olharam como minha boceta era, abriram, pegaram no meu grelo que a essa altura estava duríssimo, abriram os grandes lábios, era muita curiosidade, ora um ora o outro me manipulando, eu estava encharcada, a Mariana colocou dois dedos dentro de minha boceta entrou folgado, aí eu peguei na mãozinha dela e falei juntas os seu dedos que a titia vai colocar tudo dentro, ela uniu os dedos e eu peguei no bracinho dela e fui empurrando, ela assustada me perguntou se não ia doer, eu disse que não que ela podia ir empurrando até que entrou seu bracinho até o cotovelo, que delicia sentir sua mãozinha mexer dentro de mim, ela brincou um pouco aí foi a vez do Fabio, já tinha visto como a irmã fez e já foi colocando, só que a mão dele é maior e o braço também, pedi pra ele ir socando devagar, ele foi empurrando, entrou a mão e foi empurrando até que senti seus dedos tocarem no meu útero, amei ser fodida daquele jeito, aí eu perguntei se a Mariana não queria mamar nos meus peitinhos, ela topou na hora, ela mamando nos meus peitos e o Fábio fodendo minha boceta com a mão e o braço, não aguentei e dei uma gozada deliciosa, foi uma experiência nova pra mim, pois sempre tinha lembranças que os adultos gozavam comigo quando eu era criança, e agora as coisas tinham se invertido, eu é que estava gozando gostoso, terminamos e prometi que quando eles quisessem poderíamos brincar novamente, que eu não ia forçar nada, só quando eles tivessem vontade.
Aí voltamos pro chuveiro, tomamos um banho rápido, nos enxugamos, nos vestimos, e combinamos que esse seria nosso segredinho, e que quando eu fosse transar com a mãe deles eles iam fingir que estavam dormindo e poderiam assistir tudo, e que não contaria nunca pra ninguém, e esse seria nosso segredo, e esse é mais um capítulo da minha vida. continua….
Beijos da Flávia, meu e-mail: [email protected]