Doente desabafa – parte 7

Click to this video!
Autor

contos anteriores
pate 1 = sou doente, sou um pedófilo
parte 2=pessoa doente
parte 3=Doença vs consciência
parte 4=Doença vs consciência final
parte 5=Doente desabafa – A doença sempre recomeça, parece que não tem fim
parte 6=Doente desabafa -desta vez percebi a doença não é só minha é da sociedade em geral

==================================================================
continuando
A imagem daquela menina não me saia da cabeça nem do meu cacete.
Ainda mais a sacanagem que ela tinha feito, já meu cacete me deixou perturbado e em dúvida, sera que foi, aquilo aconteceu mesmo ou é coisa da minha cabeça, foi um sonho .
O tempo irá dizer…
O tempo foi passando, a semana se arrastava e parecia que nada tinha acontecido aquilo foi um sonho pois eu olhava td noite para sua janela e nd acontecia ela se comportava com uma menina normal nem me dava atenção mesmo eu me expondo na janela com meu binóculos.
Sábado chegou o dia foi chuvoso eu paguei um diária extra para empregada deixar a casa impecável para esperar meu amorzinho .
A noite chegou e eu esperando o pai dela chegar, já passava das 1 hora da manha quando no final da rua apareceu o pai dela
cambaleando tão bêbado que mal conseguia entrar em casa, logo vi a menina ajudando o seu pai a entrar em casa não se passou nem 15 minuto as luzes desligarão .
Espiando sua janela vejo de novo ela na janela fazendo gesto para eu ligar, mais que depressa telefonei a primeira coisa que ela disse ao telefone .
__Tio esta com o dinheiro ai .
A putinha depois de me desprezar a semana td a coisa que ela pergunta e sobre o dinheiro, então disse que sim e ela .
__Joga no quintal .
EU__não é melhor vc pegar na minha mão aqui em casa ?
__Não vou ai sem receber primeiro .
Putinha do CARALHO, desconfiada mais mantive a calma e falei que iria jogar então enrolando o dinheiro com um elástico joguei com força que quase chegou na janela dela .
Foi então que a porta se abre e vi um vulto enrolado em um cobertor escuro que parecia um fantasma deslizando no lamaçal que tinha ficado seu quintal, ao chegar no dinheiro agachou e pegou voltando para dentro e eu ali esperando se passou 10 minuto e nd dela sair .
Pensei aquela putinha me enganou então tentei telefonar para ela e não atendia só caia na caixa postal, já tava xingando( filha da puta, piranha, galinha )
Foi quando o som estridente da campainha corta o silencio da casa que não parava de tocar parecia desesperado para entrar, me assustei e pensando cai em uma armadilha a casa caiu pra mim pois eu sabia que da casa minguem tinha saído só podia ser a policia !
Cheguei a porta tremendo parecia que eu estava doente, meu medo era tanto que perguntei .
__ Quem é ?
Minguem respondeu e eu de novo .
__Quem é ?
Foi quando eu ouvi chutes na porta e um voz fininho falando .
__Abre logo tio quer que alguém me veja aqui fora .
Abro correndo quando vejo a menina ali enrolada no cobertor parado na porta .
__Entra .
Ela mais que depressa entra, mais a minha tremedeira que antes era de medo aumentou só que agora era de ansiedade .
Ela entra e ao tirar o cobertor só estava de calcinha sem sutiã pois o que tinha era só dois biquinhos rosado lindo .
Perguntei qual teu nome menina e ela .
__ Não sou menina sou pré-adolescente e pra que o senhor quer saber meu nome tio isto não tem nada a ver vamos fazer o que o senhor quer e pagou pra ter .
Pó quase perdi o tesão pois parecia que eu tava com uma puta profissional mesmo ela sendo pequena parecia que não era a primeira vez que se vendeu para um homem .
Mesmo assim peguei ela no como e deitando ela no sofá comecei cheirando sua pele, sentir cheiro de flor aquelas que se abre a noite e perfuma o luar .
Ela ali com um postura de profissional liberal parecia que eu estava acariciando uma pedra de gelo, tinha que quebrar esta pedra então .
__Ah que maravilha exclamei.
Ela sorriu e disse __para ser maravilhoso depende do senhor e sem mais nd dizendo ela com força segurou meu cacete e me beijou, um beijo bem rápido.
Ficamos nos beijando ali mesmo na sala.
Que boca gostosa, os seios com os bicos arrepiados.
Ela é um tesão de menina ai ela tirou a sua calcinha deixando os xoxota lisinha a mostra .
Nem pensei em esperar mais ali mesmo eu cair de boca apertava sua bundinha rechonchuda enquanto dava um banho de lingua na sua bucetinha e ia alternando a safadeza.
Ela .
__Ai que boca gostosa o do tio.
__O senhor sabe derreter uma mulher com esta boca?
Ela se tratava com um mulher mesmo sendo um menina que não devia ter 10 anos ainda e continuava .
Ah safadinha se se levantou encostou na parede .
Eu fui ao seu encontro segurando a e descendo com a boca pelos seios barriga levantei ate e dou de cara com uma xoxota lisa mais uma vez, ali sobre a claridade da luz foi que vi a marquinha de biquíni .Não esperei mais cai de boca chupando sua xoxota com muita gulodice.
Ai logo ela me ofertou um delicioso mel ralinho com gosto de xixi .
Suguei até a última gota. Ai em instantes abaixei a minha bermuda e dei meu pau para ela chupar, coisa que fez com intensa maestria. Chupava e lambia a cabeça depois descia até os bulhões deixando-me todo molhado de saliva uma delícia.
Ai peguei ela no colo voltamos até um sofá de novo, fiz ela deitar e fui por cima em um 69 sensacional.
O trato estava bom demais eu metia a língua com muita vontade chupando a bucetinha lisinha dela. Foi ai que a safada não aguentou segurou minha cabeça entre as pernas me deixando louco de tesão e gozou novamente agora gemia feito uma louca .
Dando aquela gozada a minha boca mais uma vez, eu nunca tinha chupado uma buceta como eu fiz com ela.
Parecia que não ia parar mais de gozar. Ai esperei alguns minutos ela ainda com respiração ofegante me deitei no sofá e a puxei em minha direção.
Meu cacete em riste vibrando melando de tesão ai pedi para ela sentar em mim queria ser cavalgando sentir seus peitos tesos apertar e mamar com muita vontade.
Enquanto ela cavalgava em cima os biquinho de seios eu os apertava até ela gemer forte ai comecei a escorregar a mão segurando sua bunda e logo meu dedo escapava e terminava alisando seu cuzinho, que piscava.
Ela já sabia o que eu queria e eu já vi que ela não era uma menina inocente como eu pensava, era mesmo um profissional .
Então continuamos a foder bem gostoso até que eu mudei de posição, meu cacete escorregava em seu corpinho branquinho como leite a metida era forte até que explodi em um gozo que caiu na direção da boca dela.
A safada abriu a boca e bebeu alguns jatos de leite.Ai ficamos atracados melados e lambuzados ainda com o cacete meia bomba fomos tomar um banho, apesar de não está em sua casa a putinha tinha preparado tinha camisinha e óleo lubrificante em sua bolsinha .
Mal intencionada mesmo a safadinha queria era fuder mesmo.
No banheiro ainda tomando banho ela me pagou um boquete,delicia de boqueteira sabia mesmo mamar. Eu nunca jamais tinha sido mamado como ela me mamou me deixou gamado no boquete dela.
Quando ela viu que meu cacete estava bem teso, eu a levantei e foi minha vez de cair de boca de novo em sua bucetinha.
Terminamos o banho e a levei pro meu quarto ai continuei chupando a bucetinha dela e seu rabito.
Ela estremecia se arrepiava, gemia ai eu deixei ela de quatro levantei enfiei meu cacete em sua buceta quente e meladinha dei umas três estocadas com ritmo cadenciado ai tirei botei a camisinha que ela tinha pois eu nem me lembrei de comprar um, lambuzei seu rabo delicioso seu próprio óleo lubrificante, seu cuzinho estava piscando me convidando ai fui enfiando lentamente até a cabeça passar, delicia sentir suas pregas me apertando o cacete eu tirava e metia lentamente provocando-a. Quando percebi meus culhões já batiam em sua bunda não tinha mais nada para entrar eu já estava todo alojado na caverna do prazer.
Ela gemia feito uma puta sentei na cama com ela no colo ai eu socava de baixo para cima ela rebolava, ai acabei gozando ali mesmo dentro do rabo dela.
Quando ela levantou tirou a camisinha e me deu uma chupada tão gostosa daquelas de deixar qualquer macho louco de tesão.
Quando nos levantamos eu fui me lavar ela acabou indo comigo até o banheiro enquanto ela se banhava conversávamos ai eu disse que ela precisava ir afinal né seu pai pode acordar, ai pedi como despedida uma chupeta ai ela estava no chuveiro se inclinou para me chupar eu alisando seus cabelos pescoço e bunda uma delícia de putinha safada feita para fazer um macho feliz na trepada gostosa ai fiquei teso pedi que virasse de costas com as mãos apoiadas na parede ai fui empurrando o cacete que entrou de vez escorregando como quiabo. Segurei em seus quadris e soquei por alguns minutos fazendo ela gozar, foi ai que não aguentei e gozei enchendo a buceta dela de muita porra.
Ai coloquei nela sua calcinha e levei ela até a garagem para ver se tinha gente na rua.
Mais ainda estava chovendo um pouco não tinha ninguém então ela me deu um beijinho saiu em direção do portão, mais eu peguei no carro uma nota de 100 reais e dei pra ela dizendo .
__ Toma uma gratificação pelo serviço bem prestado valeu cada centavo .
Ela dando uma risadinha safadinha como uma menina sapeca saiu correndo e foi para sua casa.