Evolução de uma putinha 2

Click to this video!
Autor

Olá sou a Maria, este conto é a continuação do conto “ a evolução de uma putinha”, volto a frisar que tenho 20 anos e as histórias que conto são de quando comecei a minha vida na putaria aos 12 anos.
Depois da Tatiana me ter confessado que mamava os moleques da escola em troca de grana eu e a Raquel passamos a andar mais tempo juntas as 3, a Tatiana contou nos que mamava umas 3 picas por dia, 10 euros por cada rapaz, eu fiquei espantada com tanto dinheiro que fui logo procurar o primeiro alvo, o moleque que escolhi foi o Joel, esse rapaz passava o tempo todo a dar palmadas na minha bunda grande eu reclamava sempre mas secretamente adorava, então comecei a planear sozinha que quando ele fosse apalpar me outra vez eu sairia correndo atrás dele e com sorte iríamos dar a um sítio onde ninguém nos visse, na hora de almoço eu estava indo para o banheiro e o Joel sacaninha como é deu me uma tapa enorme no rabinho e iniciei o meu plano é fui atrás dele brava, ele saiu correndo para o banheiro dos homens e pensei logo “perfeito” ele nem sonhava que eu fosse entrar no banheiro dos homens e nem sonhava sequer quando me virei de costas para ele e disse “ se vc quer mesmo apreciar minha bunda força mas vai lhe custar” “ quanto vc quer?” Ele disse, e sem vergonha eu respondi “ para brincar com meu rabinho e uma mamada no seu pau vão ser 10 euros” ele tirou o dinheiro da carteira nervosíssimo e me deu fiquei tão contente que empinei a bunda bem para cima para ele brincar a vontade, nos ficamos dentro do cubículo dos banheiros e pedi para ele não fazer barulho senão seríamos expulsos, dava me um enorme tesao aquela tesao toda era incrível, eu estava de calções justinhos que mostrava um pouco as bordas da bunda e uma t shirt que mostrava a barriga lisinha, eu já fazia depilação desde os 10, então o Joel ia brincando com a minha bunda até que ele tirou o pau dele para fora, eu achei pequeno mas um pouco grosso mas agarrei nele e comecei a mexer para cima e para baixo, ele tentou baixar os meus calções mas eu impedi o e disse que isso sairia mais caro e ele reclamou enquanto eu me ria kkk então eu me pus de joelhos e comecei a dar chupadas no pau do Joel, era pequeno por isso conseguia enfia lo todo na boquinha ele passou o tempo todo xingando “ aí sim putinha chupa o colega chupa, adoro putinhas como vc “ então ele começou me a Foder a boca como se fosse uma xaninha e soltou jatos de porra na minha boquinha eu tratei de engolir tudo e no fim limpei o pau dele com a língua não sobrou nada, ele agradeceu me e perguntou quanto levaria para Sexo e eu respondi com a maior cara de puta “ vc ainda não está pronto para mim mas quem sabe um dia” e saí toda alegre e fui contar às minhas amigas Raquel e Tatiana que a essa altura já tinham mamado 2 paus cada uma. E assim iam passando os dias, eu só mamava nos paus dos moleques, primeiro nos da minha turma e dps fui procurando outros da escola e houve vezes que ia ter com meninos de outras escolas junto às nossas. Quando chegou o verão a Raquel convidou me para ir passar uma semana na casa de férias da família dela com os pais dela junto, eu perguntei se não queria convidar a Tatiana também mas ela nos contou que tinha arrumado um namorado de 24 anos e ia passar o verão todo com ele e os amigos dele, nos ficamos apavoradas com a ideia mas mais tarde ela contou nos como correu e ficamos com inveja (vou entrar em contato com ela para contar ao pormenor essa história) . Então seríamos só eu a Raquel e os pais dela, eles tinham casa junto a praia por isso podíamos ir várias vezes a praia, quando chegamos tratamos de vestir os nossos biquínis mais reveladores e fomos rumo a praia, os pais da Raquel ficaram na toalha e nos tratamos de ir dar uma volta pela praia, os homens viviam nos comendo com os olhos era tão bom, dps de tanta conversa fomos dar a uma parte deserta da praia, era um local bem escondido não tinha ninguém mesmo, só 4 rapazes na água a atirar água uns aos outros, eu e a Raquel sentamos e ficamos a observar até que eles nos viram e começaram a sair da água em nossa direção, eram 4 rapazes muito altos nós ficamos com medo, aí um deles começou a meter conversa conosco “que vcs fazem aqui sozinhas? Vcs são donde? Teem que idade?” Quando respondemos que tínhamos 12 eles nem acreditavam “vcs são gostosas demais para terem 12 anos, venham para a água com a gente” dps de algum tempo a convencerem nos nós fomos, disseram que tinham 22 anos e que andavam na faculdade e iam para praia fumar baseado e tomar banho, na água eles viviam agarrando a gente, até ao ponto que um deles se encaixou atrás de mim e o outro me abraçou pela frente fazendo sanduíche e fizeram o mesmo com a Raquel, eu tinha muito medo mas tava com tanto tesao que bem dei luta, então o que estava a minha frente começou a beijar me e o que tava atrás brincava com as minhas maminhas e a minha xaninha, do outro lado já tinham tirado os peitos da Raquel para fora e sugavam com muita gula, ela gritava para eles não pararem, foi engraçado kkk, dps disso eles tiraram nossos biquínis da parte de cima e saíram correndo para a areia e nos fomos correndo com medo atrás deles, os seguimos para um canto mais escuro da praia e nos disseram “ se vcs querem seus biquínis de volta teem que facilitar para a gente “ nós como já tavamos com tesao saltamos para cima deles como feras, era perfeito tínhamos pia paus para cada uma, os paus deles eram grandes e grossos faziam me lembrar do Eduardo ( mas o dele era maior ainda) então assim começou eu chupava um e o outro lambia me a xaninha, no outro lado a Raquel chupava um e o outro chupava os peitoes dela e revezamos entre os 4, dps chegou a altura da verdade, dois deles deitaram se no chão e pediram para nos as duas montarmos neles, fizemos prontamente nem custou a entrar até dei um beijo enorme nele, eles então nos agarram para não escaparmos pq os outros dois vinham com os paus apontados para o nosso único buraquinho livre, eu nunca tinha feito dupla penetração e achei que fosse doer, eles encaixaram em nos foi a melhor sensação de sempre, dois paus dentro de mim senti me preenchida não queria que parassem, começaram a bombear com força até gozarem dentro de mim adorei aquilo ! Eles saíram dentro de nós e ainda bateram punheta para esporrarem na nossa cara eu tratei de lamber a cara da Raquel e ela o mesmo e ainda limpamos os paus deles com a língua, no fim nos passaram o contato deles para combinarmos mais surubas dessas e tratamos de combinar mais vezes kkk
Por tudo é agora, no próximo conto irei contar sobre o meu aniversario espero que gostem