marcado pelo desejo de ser passivo

Click to this video!
Autor

A minha infancia foi em um cidade pequena aonde a inocencia era algo puro e sem maldades.
Com os meus 11 anos só pensava em ir a escola e brincar com amigos de todas as maneiras possiveis.
As coisa começaram a mudar quando mudou para perto de casa novos garotos e de experiencia na vida e as brincadeiras tomaram outro rumo.
Certo dia estava na praça e comecei a observar que um dos garotos novos conversava com o Pedro encostado em uma arvore e percebi sua mão alisando a bunda e olhando o semblante do meu amigo sentia que ele estava gostando e foram andando se retirando da luz e vi que ele ele se colocava atras do corpo do Pedro e ficava se esfregando,e percebi que foi abaixando o short e o deixando com sua bunda exposta e foi apalpando as nadegas e abaixou o seu short e se colou na bunda do Pedro que estava gostando e sorrindo.Ficaram um bom tempo se sarrando e me deixaram encucado e o pior que me vi na posiçao do Pedro e minha mente a noite imaginava este momento
Fiquei com isto na cabeça e passado uns dois dias estava no meu quintal e ouvi gemidos e subi na mangueira e deparei com meu vizinho pelado e o Pedro também nu arqueado e o vizinho com seu penis duro e foi enfiando e começou a socar o PEDRO que curtia e fiquei doido pois queria ser ele,e devo ter feito barulho que o vizinho percebeu a minha presença e sorriu e ficou comendo o cu com força e o semblante do Pedro era de alegria.
Esta noite não dormi e logo cedo fui a mangueira e deparei com o vizinho me olhando e ele me chamou e pulando o muro fui submisso e sem ter ideia do passo doido que estava tomando,mas sabia que queria sentir o que Pedro curtia,e de imediato fiquei nu e ele se colocou atras de mim e passou algo no meu cu e senti algo quente pressionar meu anel e me vi submisso a sua vontade e foi pressionando e seu penis foi entrando e que dor,mas aguentei e logo senti que ele tinha colocado tudo e começou a tirar e enfiar e disse que cuzinho quente,apertado,e me comeu me deixando coma as pernas bambas.
Neste dia recebi o eu batismo e sabia que gostava de ser submisso e dar prazer ao macho.